Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

25
Fev17

Amo-te?!

Será que este sentimento me poderá matar, será que me poderá explodir? Será que o meu coração vai aguentar...

Apesar de ter medo que não seja capaz de o suportar, tenho ainda mais medo de o perder e esquecer... Deixa-lo ir como se fosse algo que não importa, aí percebia que não é realmente amor verdadeiro, que a expressão "Amo-te" foi utilizada em vão, tenho mais medo disso. Do que de qualquer outra coisa, mesmo que nada disso seja correspondido...

Medo que o esforço que faço para recordar o teu sorriso, as tuas palavras a lutarem com os teus olhos, tenho medo da nossa troca de olhares serem em vão. Tenho medo que os toques exercidos pelos os dois, sejam apenas isso toques... 

Em mim e em ti, tenho medo de diversas coisas, é verdade... Mas o pior, é de usar a mesma expressão em vão, como tanto acontece a nossa volta. Usar como se fosse um simples "obrigado, bom dia". Usa-lá para o mesmo, apenas cumprimentar ou agradecer, não que seja realmente verdadeiro e merecido. 

O amor nao é isso! Precisamos da confirmação exata, por palavras, gestos e erros. O amor precisa de erros para ser realmente verdadeiro, para ser provado... Não as outras pessoas, mas sim a nós próprios, precisamos de continuar a sentir aquela que é a chama de recordar os melhores momentos do dia, mesmo que conseguimos agora falar com a pessoa.

O amor, precisa de ser uma luta, pelo bem e pelo mal, pela solidão e conservação. Precisa que os opostos entrem em luta e precisa que seja realmente provado. Precisa de um simples "Bom dia", "Fica", "Desabafa", não só com o amor de namorados, mas todos. Não nós foquemos apenas no amor dos namorados, porque não é esse que nós fez nascer, o amor dos filhos para os pais...

Lembra-te a sempre algum amor que prevalece, que te poderás apoiar!

Resultado de imagem para rapariga no telemovel tumblr

Bom Carnaval

Beijinhos da Only one Girl

8 comentários

Comentar post

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D