Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

22
Jul16

Desabafos # 2 Vazio, Cá dentro...

Tenho saudades de algo que não conheço, mas tenho. Saudades de alguma coisa. Não sei ás vezes a minha cabeça tem destas coisas… É algo que é real, mas se calhar não está na minha realidade. É algo que ocupa eu um vazio em alguma parte do meu corpo. Mas mais que tente não faço ideia do que seja. É algo que sinto é percetível , mas não vejo. Parece algo nítido como uma mancha sem cor, sem forma, sem passado. Algo que somente quando estou parada a refletir sinto. Algo que só quando estou mais em baixo sinto. Algo que se calhar nunca conheci, mas que me faz falta dentro de mim. É algo estranho, na qual é uma das descobertas que tenho que fazer dentro de mim. Se calhar nem sequer se domina por “ algo”. Mas também não sei por o que se domina é um vazio será emocional? Podia ser um sentimento que não ando-lá muito a sentir, uma emoção… Mas não faço ideia do que seja. Só faço ideia que é um vazio, se é emocional? Não sei. Se é de perca de algo? Também não sei. Se calhar é um vazio de quando estou mal, é algo que é ocupado quando estou alegre e “ bem”. Mas também ás vezes a minha personalidade tem destas coisas, nem eu própria sei o que ei de esperar de mim.Todo é diferente cada vez que enfrento algo. Parece que todo leva uma enorme reviravolta, que ás vezes não tem significado, que é um “novo mundo”, na minha vida! Todo mexe também até a minha personalidade que devia ser fixa mas não é… Se calhar apenas é algo que eu própria. Só não percebo uma coisa, por que é que a minha vida vida é resumida a “ Achos”, “Se calhar”. Que vida é está? É a minha mas ás vezes não a percebo. Quando sorriu verdadeiramente é uma certeza. Uma certeza que estou feliz, mas também quando choro é uma certeza. São passagens da minha vida que tenho uma certeza. Mas ás vezes estou triste e sinceramente não percebo por que ás vezes, não tenho a necessidade de estar triste. Isto já não é uma certeza. Ás vezes todo está bem, mas sinto uma sensação de desconforto. Quando respiro, não sinto a necessidade de pensar, mas penso, reflito em mim própria. Não posso dizer para mim própria tudo está bem, quando não está. Mesmo que muitas vezes as pessoas ao nosso lado digam… Será que a minha consciência me pesa? São todo palavras que se calhar não dizemos muita a voz alta, apenas pensamos mais para nós próprios. “ Coisas” que são nossas, que para cada pessoa o nome é igual mas são muito diferentes no que lá está dentro. Não nós podem dizer: Está tudo bem! Quando não está, nós próprios é que não podemos dizer também, que se não ainda é pior. Temos que aceitar a realidade e ponto! Aceitar que erramos. Como se costuma dizer: “ Só não a remedio para a morte”. É verdade, mesmo quem em muitas situações da nossa vida achemos que não. Tudo melhora, e um dia quando todo o de mal estamos a sentir passar. Vamos ver que sim melhorou. Vamos se calhar dar razão as pessoas que sempre nós fizeram aceitar, que nós fizeram ver que o mal está feito e só há o oportunidade de remediar. Vamos se calhar pensar duas vezes antes de fazer algo. Mas é para isso que serve errar. Errar é humano, temos que aceitar. Não somos santos e sabemos disto. Mas se calhar nem sempre nós lembramos tudo melhora! Temos que nós lembrar, que a terra tem humanos. Não príncipes e princesas e que há bruxas e monstros. Se calhar há todo isto mas em forma de humanos, por que a vida é bela se a soubermos viver…

images (3).jpg

*não sei me expliquei lá muito bem

Beijinhos da Only one Girl

10 comentários

Comentar post

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D