Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

08
Set17

Obrigado.

És linda, mesmo com o teu cabelo solto e a vaguear pelo oceano e o pôr do sol fita-lo, como com hijba a tapâ-lo, todos somos lindos se formos nós mesmos. Lembraste quando as duas navegamos os livros daquela pequena estante?Éramos tão diferentes mas tão iguais, as duas riamos e imaginávamos o nosso próprio mundo fictício. 

Eu reconhecia o teu brilho no olhar quando as folhas começavam a cair, simplesmente fitavas aquele Outuno a chegar como mais uma oportunidade para seres feliz, em ti encontrava a minha força, saberia que podia lutar. Se tivesses sempre a sonhar, a sonhar com aquele Outono que imaginavas ter. Eu, eu iria lutar para tu te-lo.

Induziste-me tanta coisa boa, fizeste-me acreditar na vida sem preconceito, em que podia ter alguém a quem contar todos os meus pensamentos, a partilharmos memorias e momentos de sorrisos onde tu confortavas as minhas lágrimas. Nada poderia descrever o que és para mim. Quem foste para mim!

Os momentos fotográficos que me fazes fazer-te, os pormenores que ensinaste-me a captar na vida, a forma como a encaravas, tudo era tão simples quando estava contigo. Tudo conectava-se para a foto perfeita. Havia uma harmonia em ti, que construia-se apenas para ti, tudo era o que eu sempre sonhei. Obrigado.

Aquele Outono, onde eu pensava que apenas lágrimas iria derramar, puxaste-me tantas sorrisos, com as tuas longas e frases descritas sobre sensações distantes e diferentes, aquele teu caderno que tinha tantas folhas onde escrevias aquilo que amavas, a tua vida parecia algo tão escasso quando continhas momentos nas simples folhas. Por aquele Outono, Obrigado.

O hijba não é o mau da fita, mostraste-me isso, que as pessoas é que não aceitavam o que éramos o que somos e quem queremos ser. Olhaste-me bem nos meus olhos e disseste-me, "Preocupa-te contigo e com aqueles que amas, o hijba só te torna ainda mais bonita", com aquele teu sorriso que alivia-me a alma. Passamos a fitar o oceano juntas. Obrigado.

Todo aquilo que escrevi, era o meu sonho, o meu sonho ter as longas palavras descritas e que reti em mim transformadas num livro e tu sempre me ajudaste, sempre disseste-me que era possível, que podia acreditar. Agora, quando olho para aquela estante que antes as duas vagueávamos com prazer e admiração. Está lá algo meu, meu! Que sempre sonhara. És... Não sei descrever o que foste para mim, Obrigado.

txt #1-horz.jpg

Muitas coisas bonitas não podem ser vistas ou tocadas, elas são sentidas dentro do coração. O que voce fez por mim, é uma delas. E eu agradeço do fundo do meu coração. Obrigado!

Espero que gostem,

Beijinhos da Only one Girl

 

 

 

8 comentários

Comentar post

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D