Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

26
Ago17

Por entre as paredes que escondiam-me| Capítulo 1

-Respira bem fundo, esquece tudo o barulho que envolve-te, Rita. Não deixes este pânico espalhar-se por ti mesma, pará de ser uma doente e teres pena de ti própria!- repetia eu enumeras vezes, para mim.

Enquanto o pâncio instalava-se sobre mim e claustrofobia aponderava-se por mim. Naquela pequena casa de banho de escola em tons laranja.. Sussurros de rapazes e raparigas apaixonados, aponderavam também a minha mente fazendo lembrar-me o quanto horrível era por não ter ninguém...

O toque a anunciar o novo período de nova minutos de aulas, onde tinha de conter-me para não sair de lá a correr iniciava-se e eu apenas automaticamente como todos os dias neste último mês. Levantei-me, respirei fundo, abri a porta e conferi o vestido de Inverno que envergava e vesti o meu casaco. Caminhando para aquela sala 50...

Caminhei sobre aquele chão gélido, quando embati com um grupo de rapazes do décimo segundo ano. Apenas baixei a cabeça para esconder as olheiras encarcadas e continuei a andar em jeito de corrida. Enquanto o meu peito tentava-me dar o óxigenio preciso para aquela corrida.

-Rita?- eu conhecia aquela voz por isso automaticamente andei ainda mais rápido.

Era o meu lema, "Evitar os conhecidos, ignorar os desconhecidos", eu ficaria bem assim e todos os outros sofreriam menos. Mas, ouvia uma pessoa com uns passos grandes perto de mim, apressei ainda mais o meu andar, não podia, não podia. Só tinha de olhar para os meus pés, correr e evitar todos!

Estava demasiado concentrada com esta resolução que acabei de tropeçar por entre os meus passos e as minhas costas foram mesmo parar o chão, o rapaz que estava atrás de mim a tentar falar comigo logo parou junto a mim e agachou-se e disse-me:

-Rita... Por favor! Deixa-me ajudar-te, agarra a minha mão, está tudo bem minha princesa...

- Jonh, por favor! Não, saí!!!- disse eu a tentar levantar mesmo tendo torcido um pé...

Recusei a ajuda dele e corri até não mais a sala 50...

***

-D. Alice?- disse eu entrando e rapaspando em jeito de dizer os sapatos por aquele tapete de palha.

-Rita? Sim.

- Pode-me ligar o pé? Desculpe por tudo, é que eu caí na escola e torci o pé...

-Sim, vem lá minha querida.

Enquanto, caminhava com dificuldade por causa do esforço que fiz até a insituição, retinha todos os pormenores, todos os dias pareciam ser os meus últimos e isto estava retido na minha mente. Enquanto a pessoa que criou-me ligou-me o pé no lugar em que sempre chamei o meu casul, ela olhava-me com jeito de quer dizer algo... E num certo momento, quando bateram a porta, ela disse o que conectei logo:

-Desculpa Rita, ele é como um filho para mim e ama-te, não o evites mais...-disse ela abrindo a porta e saindo por ela, enquanto fiquei a fitar aquele rosto...

Resultado de imagem para rapariga no quarto crepusculo bella no quarto e edward

 Quem acham que entrou no quarto?

O que acham que vai acontecer a seguir, quem acham que é esta rapariga e este rapaz?

 

Decidi escrever uma história aqui no blog, que vai estar sempre aqui no blog no Sabádo, espero que tenham gostado, querem que continue?

Beijinhos da Only one Girl

6 comentários

Comentar post

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D