Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

21
Out17

Por entre as paredes que escondiam-me| Capítulo 8

Ele fez-me o prometido, levou-me as aulas da manhã. No final da manhã, quando ambas as aulas acabaram, guiou-me até ao seu carro e com muito protesto meu vendo-me os olhos...

Percorremos alguns minutos de puro silêncio no seu pequeno carro apenas ouvia-se alguns barulhos vindo dele, ele ás vezes acariciava-me as pernas e as mãos cuidadosamente e delicadamente, eu sentia que ele ainda culpava-se do irmão e de algo entre nós, mas só queria...:

-A sério Sthepen ainda falta muito?- disse eu como uma criança

-Rita!? Pareces uma criança a perguntar aos pais...- disse ele com ironia e a gozar comigo.

-Quero beijar-te...- estava mesmo a precisas da sua harmonia em mim para me concetar e ajudar sobre tudo, eu vergava as mãos tentado furar a pele e derramar sangue com as minhas unhas. Mas ele impedia-me sempre

-Rita, eu estou aqui bem para ti, nada faz sentido, nada de sangue e morte faz sentido. Tu! Tu mereces a vida...- dizendo-me isso, foi me tirando delicadamente a venda.

Ainda não tinha abrido completamente os olhos quando ele beijou-me delicadamente dando me uma mordida no meu lábio, os seus lábios provocavam-me sempre uma onda de prazer demasiado grande. Ele era a minha ancora, mas também tornava-se o meu pecado. Quando os dois paramos para recuperar o folêgo, uma paisagem incrível tomou conta da minha visão. um pequeno rio via-se nas profundezas da vegetação verde. Algo que é imensamente característico das terras do Norte.

Maças, Laranjas e castanhas caiam por aquele chão imenso de cor, ele sorriu para mim quando viu todo aquele meu espanto e colocou me a frente o exemplar do meu livro favorito, "After", eu sorri. Com o meu coração completamente cheio, amava-o tanto... Ele sabia todos os meus vícios e favoritos.

-Eu prestava-te atenção já antes, eu conheço-te Rita, e quero conhecer-te mais se me deixares...- disse-me ele agarrando a minha mão e percorrendo aquele caminho cheio de uma imensidão de natureza.

Sentei-me delicadamente e ele deitou se ao meu lado pondo a sua cabeça no meu colo enquanto fazia-lhe pequenas carícias e festas na sua cabeça e dava-lhe beijos de juramento eterno. Ele houve uma certa altura em que adormeceu e eu aproveitei para trazer o livro comigo e lê-lo.

Folhei o meu livro, o dia já estava a escurecer quando ele pegou no meu livro e derramou-o para o chão e aponderou-se completamente de mim e dos meus lábios. Eu queria o e ele também...

****

O dia acabou com o seu beijo que me acalmava e com adeus e Olá a sua "avó".

Resultado de imagem para everything everything4

O que acharam deste capítulo? Sei que foi um pouco grande,

Pensavam que seria outra coisa? Gostaram deste momento assim mais romântico para os dois?

O que acham que vai acontecer?

Espero que tenham gostado,

Beijinhos da Only one Girl

4 comentários

Comentar post

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D