Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

16
Ago17

Mas estava condenado, a escuridão, a dor...

Vi-te, tudo em mim se conectou, mas parece... Parece que alguém mais entrou em mim, que fazia dor, que me fazia estar repleto de preto. Queria me aproximar de ti... Mas estava condenado, a escuridão, a dor, estava preso no meu corpo, porque outro algúem estava a aponderar-se dele... Eu queria te amar, queria estar contigo, não me julgues!

Sei que tudo mudou, que eu errei, eu devia... Eu deixei-te num sofrimento horrível, mas percebe-me tu sabes que a escrita é a única forma de eu sair da prisão, da condenação, perdoa-me. Eu não te posso fazer mal, não tem posso inundar com escuridão, medo, és a luz, e se nós dois nos complementarmos... Tu vais te tornar o mal.

O mundo vai ser mal, e eu consigo apenas suportar isto, consigo suportar tudo. O mundo apenas tem de estar livre da essência que me percorre as veias, a minha alma está perdida, por entre as imensidões, do meu ser, do corpo que chamava meu, desculpa... Eu não sei como me tornei o mal, já não sei, sempre me protegeste com os teus braços, com os teus lábios e beijos. Mas eu perdi-me no amor, na luz, e foi parar a um túnel escuro, que está me a tapar os olhos. Eu não consigo ver, não consigo buscar ajuda, não consigo ir a luz. Ajuda-me!

Eras a minha luz, será que o meu destino estava condenado a escuridão? Eu não quero, se sabias porque apaixonaste-te por mim? Eu podia matar-te! Com o poder maligno, eu só te quero escrever, para sempre, mas tu ainda... Tu ainda gostas de mim... Ou o bem arranjou-te outro bem? Outra força certa, que não bate, já não é o suficiciente, ás vezes o esforço não é tudo, ás vezes estamos simplesmente condenados. A uma vida maligna, que uma força se apondere de mim, do meu corpo, e a minha alma seja uma miniatura em relação a força que em mim habita...

Mas eu amo-te, juro-te amar até que alguém consiga-me guiar para luz e até depois disso. 

art, hand, and prison image

Beijinhos da Only one Girl

07
Ago17

Sobre as nuvens e as estrelas

O céu envolvia-te, sobre as nuvens e as estrelas, cantavas e sonhavas e eu amava-te, como sempre o fiz. O sol sobrevoava-te e sorrias quando a lua se aponderava sobre ti, choravas e as estrelas apareciam e a tua força voltava, tu sabias que eras forte, porque a tua imensidão de luz iria ofuscar as nuvens que te apoiam, iria haver uma harmonia de cores no céu estrelado, que começava por ti, a natureza estava a fluir com o teu sangue. Tu davas lhe alimento e ela puxava-te a vida, vivias e sobrevoavas pelas nuvens, e quando o céu estava sem nuvens tu descias a terra, deixavas-me tocar, deixas-me ser teu, eu amava-te e esperava sermpre por cada dia sem nuvens. 

Sabia que mesmo assim sem as nuvens ou com elas, tu pertencias a natureza e não a mim, ela precisava da tua garra da tua vida eu compreendia, afinal apaixonei-me pela deusa, pela minha deusa, pela deusa da terra e do mar. Sonho contigo e fito o céu estrelado, a espera que a harmonia acontença, depois do céu estar tudo escuro só com a imensidão da cor da luz. Que te assombra, que choras, choras o que perdeste, quem perdeste. Choras o teu passado, o teu presente e o teu futuro, porque o amor está contido em ti, e eu não queria mais nada. Mas tu não me podes ver e tocar quando queres. Já tu...

Tu estás sempre lá, quando eu preciso, quando eu preciso que as nuvens abanonem os céus, o sol apenas ganha e tu tocas-me e tudo em mim fica bem, porque tu és o meu anjo da guarda, és a pessoa que eu mais amo, não percebo como amei-te tanto, amo e amarei, porque sei que estes três modas verbais vão prevalecer na minha vida, porque um amor, uma paixão pura, pertence a almas gémeas, eu pertenço a tua alma, como tu pertences a natureza, admiro-te tanto a tua força o teu amor, a tua garra.

A tua coragem...

Image by Veronica ❥

Beijinhos da Only one Girl

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D