Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

25
Nov17

"Onde estão os braços do meu amo"- Sipnose

Era uma rapariga, que fazia parte da realeza, apaixonada pelas ruas, pela água de Veneza e pela liberdade. Era a princesa de Veneza e teria de se casar com o princípe mais conceitoado, mas que não era o seu amo.

Pietro tem um passado obscuro, procurava luz que ninguém saberua por quanto tempo ela existiria.Ele tem a certeza que a amara, por mais erros que ele fizesse com ela

A quem ela renderia-se?

Mesmo que tivesse de encontrar a alguém que não amava e nos segredos das trevas encontrara os braços do seu amor.

Com quem ela ficaria?

Resultado de imagem para ruas de veneza tumblr

Não consegui publicar nada durante a semana, porque não consegui mesmo e nas próximas também vai ser um pouco dificil, mas vou tentar.

Espero que gostem e diguem o que vai acontecer.

Beijinhos da Only one Girl

23
Out17

Amor

O teu sorriso, o meu refúgio, é como se te respirasse, tu preenchias-me de forma que desconhecia até hoje. Sei que é errado, sei que é errado depender de ti, mas sempre que preciso de ti tu estás lá. Confio em ti sem dizer palavras, confio-te em ti os meus segredos e nenhum foi prununciado. Fazes o meu dia melhor, o amor doi tanto. Ele é estranho, mas amar-te não poderá ser um segredo para o meu coração. Porque doi tanto uma coisa tão bela? 

Custa-me ver todos os meus sentimentos partidos quando outros sentimentos nutrem algo maior com o meu, com resposta. Mas o certo é manter o meu coração em concordância com a minha cabeça em silêncio, não pronunciar alto e continuar-te a amar no silêncio dos susurros doutros sentimentos

Disfarço bem, disfarço mal? O teu sorriso para mim é um rémedio e um veneno, faz-me quer mais, mais de ti, mais de mim. Disfarço o quanto posso, o amor é doloroso, um refúgio, o amor és tu, o que tu não sentes por mim e o que eu daria por ti. Sei de todas as posibilidades, conheço-as, mas foste o primeiro, o primeiro que quis realmente mais, que simplesmente queria contar-te tudo. Como sussuros em segredo prununciados ao pôr-do-sol.

Escondes-os? Se te contar? Ou os meus sentimentos vão deixar de ser meus se tudo for relevado? Este texto é demasiado privado ou tu já sabes de tudo o que sinto, por todos os meus impulsos? Eu não posso culpar-te mas foram os teus olhos, foram os teus toques e os teus olhares que me fizeram apaixonar por ti. 

Sai! Sai daqui, não quero mais que este sentimento me persigua, eu quero concentrar-me quero viver em paz de ti. Queres mesmo, o seu olhar sussurando pergunta-me... E tudo o que tinha posto na cabeça acabava ali e novamente rendida ao seu encanto estava eu.

O maior problema é que não sou uma princesa que não mereço a mão delicada deste princípe...

Imagem relacionada

Enquanto estava a estudar, veio-meuma ideia muito estúpida a conversa, fazer um texto romântico, com situaçoes fícticias ou não. Nomear algumas bloggers para fazer o mesmo, assim vendo as diferentes opiniões de cada pessoa.

O tema do texto é completamente livre apenas tem de ser sobre um romance, e gostava muito de nomear a Sofia, a Maria, a Simple Girl, a Tatiana, a Twilight e a Bella.

Vai ser um desafio de escolha, se quiseres ou não fazerem. :)

Beijinhos da Only one Girl

21
Out17

Por entre as paredes que escondiam-me| Capítulo 8

Ele fez-me o prometido, levou-me as aulas da manhã. No final da manhã, quando ambas as aulas acabaram, guiou-me até ao seu carro e com muito protesto meu vendo-me os olhos...

Percorremos alguns minutos de puro silêncio no seu pequeno carro apenas ouvia-se alguns barulhos vindo dele, ele ás vezes acariciava-me as pernas e as mãos cuidadosamente e delicadamente, eu sentia que ele ainda culpava-se do irmão e de algo entre nós, mas só queria...:

-A sério Sthepen ainda falta muito?- disse eu como uma criança

-Rita!? Pareces uma criança a perguntar aos pais...- disse ele com ironia e a gozar comigo.

-Quero beijar-te...- estava mesmo a precisas da sua harmonia em mim para me concetar e ajudar sobre tudo, eu vergava as mãos tentado furar a pele e derramar sangue com as minhas unhas. Mas ele impedia-me sempre

-Rita, eu estou aqui bem para ti, nada faz sentido, nada de sangue e morte faz sentido. Tu! Tu mereces a vida...- dizendo-me isso, foi me tirando delicadamente a venda.

Ainda não tinha abrido completamente os olhos quando ele beijou-me delicadamente dando me uma mordida no meu lábio, os seus lábios provocavam-me sempre uma onda de prazer demasiado grande. Ele era a minha ancora, mas também tornava-se o meu pecado. Quando os dois paramos para recuperar o folêgo, uma paisagem incrível tomou conta da minha visão. um pequeno rio via-se nas profundezas da vegetação verde. Algo que é imensamente característico das terras do Norte.

Maças, Laranjas e castanhas caiam por aquele chão imenso de cor, ele sorriu para mim quando viu todo aquele meu espanto e colocou me a frente o exemplar do meu livro favorito, "After", eu sorri. Com o meu coração completamente cheio, amava-o tanto... Ele sabia todos os meus vícios e favoritos.

-Eu prestava-te atenção já antes, eu conheço-te Rita, e quero conhecer-te mais se me deixares...- disse-me ele agarrando a minha mão e percorrendo aquele caminho cheio de uma imensidão de natureza.

Sentei-me delicadamente e ele deitou se ao meu lado pondo a sua cabeça no meu colo enquanto fazia-lhe pequenas carícias e festas na sua cabeça e dava-lhe beijos de juramento eterno. Ele houve uma certa altura em que adormeceu e eu aproveitei para trazer o livro comigo e lê-lo.

Folhei o meu livro, o dia já estava a escurecer quando ele pegou no meu livro e derramou-o para o chão e aponderou-se completamente de mim e dos meus lábios. Eu queria o e ele também...

****

O dia acabou com o seu beijo que me acalmava e com adeus e Olá a sua "avó".

Resultado de imagem para everything everything4

O que acharam deste capítulo? Sei que foi um pouco grande,

Pensavam que seria outra coisa? Gostaram deste momento assim mais romântico para os dois?

O que acham que vai acontecer?

Espero que tenham gostado,

Beijinhos da Only one Girl

27
Set17

Que nos reencontraremos novamente #2

E amo-te e sempre amarei...

Quando voltaste, quando os teus olhos sorriam viotoriosos, eu não me consegui conter, disseste a verdade. Estamos juntos novamente, eu só me consegui lançar para os teus braços. Só queria lançar-me para os teus braços, para ti. Sentir-te para nunca mais perder-te, hoje tinha sido eu que esperava horozontes e oceanos por mim, ontem tinhas sido tu. Não seria coincidência a mais, o universo não queria nós juntos? Eu queria tanto, mas e tu?

Queria sussurrar-te ao ouvido tudo o que sentia, mas não o podia fazer, tinhámos de por mãos a o trabalho e vencer a nova guerra com a tua luz. Uma guerra contra a natureza a batalhar com a nossa, a nossa sobrevivencia. Nada nós garantia que íriamos sobreviver os dois ou mesmo que nós iriamos ficar juntos, mas o meu coração pertencia-te, por quantos amores que tive o teu sempre esteve lá. Mesmo quando beijei rapazes ou raparigas, sonhava contigo quando a noite se alistava a mim e o sono se apoderava. Funcionavamos pela guerra, conhecemo-nos nela e quem sabe iríamos perder a nossa vida a lutar...

Quando chamavas-me princesa, com um gozo subtil na voz, eu acreditava que era de coração, porque o teu sorriso sempre lá esteve e o coração nos teus olhos que transpareciam. Era tão bom amar-te, fitar contigo as estrelas, tocar-te. Na guerra tudo valia, mas parece que o que menos valia era o amor verdadeiro pronunciado, esconderia o meu amor por ti por cada sorriso, lágrima que secavas, momento...

Amarei-te sempre, pela guerra, pelas estrelas, pelo céu, por ti, és incrível!

Resultado de imagem para bellamy e clarke tumblr

Beijinhos da Only one Girl

02
Set17

Por entre as paredes que escondiam-me| Capítulo 2

-Desculpa Rita, ele é como um filho para mim e ama-te, não o evites mais...-disse ela abrindo a porta e saindo por ela, enquanto fiquei a fitar aquele rosto...

-Olá...- disse o Jonh com um sorriso idiota no rosto.

"E ama-te", "E ama-te", "E ama-te" aquelas palavras percorriam a cabeça e o meu coração, eu sabia que ainda o amava, mas não podia, não podia, uma noite embriagada foi o suficiente para cair nas teias de um rapaz, que evitei apaixonar-me por toda a minha vida. Não me apercebi que não respirava, quando ele disse-me:

-Rita, está tudo bem, respira, está tudo bem.- disse-me ele com um sorriso preocupado no rosto, os seus olhos fitavam os meus concentradamente. 

Simplesmente, abanei a minha cabeça e concentrei me por alguns minutos a respirar, ás vezes acontecia-me não conseguir respirar e já não perceber por causa do pânico constante que vivia sempre... Ele pegou-me pela cintura e deitou-me na sua cama delicadamente, ajoalhando-se a meu lado na minha cama e agarrando-me pela mão. Ele transmitia-me muita calma e paz e sobretudo força para sair do meu pânico. Mas envolver alguém que amo, com o meu pânico não posso permitir...

-Sabes bem que não estas a envolver ninguém com o teu pânico, está tudo bem, deixa-me só amar-te, como amei-te e amo...

-Jonh!- disse eu com os olhos a ameçarem derramarem lágrimas- Eu quero amar-te mas sabes não posso, por favor vai, se amas-me vai, Vai!

Ele simplesmente fitou os meus olhos com uma tristeza profunda, olhando-me com um olhar de súplica para que mudasse de opinião e saiu do quarto a chorar, a minha noite também foi passada a branco com lágrimas a serem derramadas pela minha almofada.

A escuridão aponderava-se de mim neste novo dia, o meu visual dizia-o por si, ela estava mal, ele estava mal, mas nada poderia fazer por ele. Arranjaria alguém que o amasse verdadeiramente que pudesse-o amar e casaria com esse alguém. Seria feliz com ela.

Por entre aquelas paredes assustadoras de trás da minha escola, encontrava-me lá, apenas queria esquecer tudo, queria morrer, porque não fazia cá nada, não amava-me e ninguém poderia-me amar. Fechei os olhos e aquelas láminas que esperavam desesperadamente na minha mente derramaram todo o sangue que seria possível...

-Rita!!!

Resultado de imagem para alguem a morrer tumblr

O que acham que vai acontecer a Rita?

Quem acham que é esta voz?

Espero que gostem, mesmo que seja um pouco mórbido. Gostaram?

Beijinhos da Only one Girl

16
Ago17

Mas estava condenado, a escuridão, a dor...

Vi-te, tudo em mim se conectou, mas parece... Parece que alguém mais entrou em mim, que fazia dor, que me fazia estar repleto de preto. Queria me aproximar de ti... Mas estava condenado, a escuridão, a dor, estava preso no meu corpo, porque outro algúem estava a aponderar-se dele... Eu queria te amar, queria estar contigo, não me julgues!

Sei que tudo mudou, que eu errei, eu devia... Eu deixei-te num sofrimento horrível, mas percebe-me tu sabes que a escrita é a única forma de eu sair da prisão, da condenação, perdoa-me. Eu não te posso fazer mal, não tem posso inundar com escuridão, medo, és a luz, e se nós dois nos complementarmos... Tu vais te tornar o mal.

O mundo vai ser mal, e eu consigo apenas suportar isto, consigo suportar tudo. O mundo apenas tem de estar livre da essência que me percorre as veias, a minha alma está perdida, por entre as imensidões, do meu ser, do corpo que chamava meu, desculpa... Eu não sei como me tornei o mal, já não sei, sempre me protegeste com os teus braços, com os teus lábios e beijos. Mas eu perdi-me no amor, na luz, e foi parar a um túnel escuro, que está me a tapar os olhos. Eu não consigo ver, não consigo buscar ajuda, não consigo ir a luz. Ajuda-me!

Eras a minha luz, será que o meu destino estava condenado a escuridão? Eu não quero, se sabias porque apaixonaste-te por mim? Eu podia matar-te! Com o poder maligno, eu só te quero escrever, para sempre, mas tu ainda... Tu ainda gostas de mim... Ou o bem arranjou-te outro bem? Outra força certa, que não bate, já não é o suficiciente, ás vezes o esforço não é tudo, ás vezes estamos simplesmente condenados. A uma vida maligna, que uma força se apondere de mim, do meu corpo, e a minha alma seja uma miniatura em relação a força que em mim habita...

Mas eu amo-te, juro-te amar até que alguém consiga-me guiar para luz e até depois disso. 

art, hand, and prison image

Beijinhos da Only one Girl

07
Ago17

Sobre as nuvens e as estrelas

O céu envolvia-te, sobre as nuvens e as estrelas, cantavas e sonhavas e eu amava-te, como sempre o fiz. O sol sobrevoava-te e sorrias quando a lua se aponderava sobre ti, choravas e as estrelas apareciam e a tua força voltava, tu sabias que eras forte, porque a tua imensidão de luz iria ofuscar as nuvens que te apoiam, iria haver uma harmonia de cores no céu estrelado, que começava por ti, a natureza estava a fluir com o teu sangue. Tu davas lhe alimento e ela puxava-te a vida, vivias e sobrevoavas pelas nuvens, e quando o céu estava sem nuvens tu descias a terra, deixavas-me tocar, deixas-me ser teu, eu amava-te e esperava sermpre por cada dia sem nuvens. 

Sabia que mesmo assim sem as nuvens ou com elas, tu pertencias a natureza e não a mim, ela precisava da tua garra da tua vida eu compreendia, afinal apaixonei-me pela deusa, pela minha deusa, pela deusa da terra e do mar. Sonho contigo e fito o céu estrelado, a espera que a harmonia acontença, depois do céu estar tudo escuro só com a imensidão da cor da luz. Que te assombra, que choras, choras o que perdeste, quem perdeste. Choras o teu passado, o teu presente e o teu futuro, porque o amor está contido em ti, e eu não queria mais nada. Mas tu não me podes ver e tocar quando queres. Já tu...

Tu estás sempre lá, quando eu preciso, quando eu preciso que as nuvens abanonem os céus, o sol apenas ganha e tu tocas-me e tudo em mim fica bem, porque tu és o meu anjo da guarda, és a pessoa que eu mais amo, não percebo como amei-te tanto, amo e amarei, porque sei que estes três modas verbais vão prevalecer na minha vida, porque um amor, uma paixão pura, pertence a almas gémeas, eu pertenço a tua alma, como tu pertences a natureza, admiro-te tanto a tua força o teu amor, a tua garra.

A tua coragem...

Image by Veronica ❥

Beijinhos da Only one Girl

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D