Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

27
Set17

Que nos reencontraremos novamente #2

E amo-te e sempre amarei...

Quando voltaste, quando os teus olhos sorriam viotoriosos, eu não me consegui conter, disseste a verdade. Estamos juntos novamente, eu só me consegui lançar para os teus braços. Só queria lançar-me para os teus braços, para ti. Sentir-te para nunca mais perder-te, hoje tinha sido eu que esperava horozontes e oceanos por mim, ontem tinhas sido tu. Não seria coincidência a mais, o universo não queria nós juntos? Eu queria tanto, mas e tu?

Queria sussurrar-te ao ouvido tudo o que sentia, mas não o podia fazer, tinhámos de por mãos a o trabalho e vencer a nova guerra com a tua luz. Uma guerra contra a natureza a batalhar com a nossa, a nossa sobrevivencia. Nada nós garantia que íriamos sobreviver os dois ou mesmo que nós iriamos ficar juntos, mas o meu coração pertencia-te, por quantos amores que tive o teu sempre esteve lá. Mesmo quando beijei rapazes ou raparigas, sonhava contigo quando a noite se alistava a mim e o sono se apoderava. Funcionavamos pela guerra, conhecemo-nos nela e quem sabe iríamos perder a nossa vida a lutar...

Quando chamavas-me princesa, com um gozo subtil na voz, eu acreditava que era de coração, porque o teu sorriso sempre lá esteve e o coração nos teus olhos que transpareciam. Era tão bom amar-te, fitar contigo as estrelas, tocar-te. Na guerra tudo valia, mas parece que o que menos valia era o amor verdadeiro pronunciado, esconderia o meu amor por ti por cada sorriso, lágrima que secavas, momento...

Amarei-te sempre, pela guerra, pelas estrelas, pelo céu, por ti, és incrível!

Resultado de imagem para bellamy e clarke tumblr

Beijinhos da Only one Girl

19
Set17

Que nos reencontraremos novamente #1

Terror, escuridão, guerra sobrevoava por nós. Todo a nossa volta era um terror profundo que tínhamos de aguentar sem mais nada a dizer. Nenhuma palavra pronunciávamos sobre a guerra, mas todos sabíamos que mesmo que ela não existisse no ambiente existia dentro de nós, de mim, de ti... Tu não sabias era que eu via a luz para acabar com a guerra em ti, na tua capacidade de liderar, na tua bondade, na tua convicção. Tu eras um líder, do nosso povo, da terra do meu coração.

 Tu partiste, nada nós dizia que poderíamos voltar a ser ao que eras, que a frase, "que nos reencontraremos novamente", iria permanecer verdadeira, que irias beijar a minha face quando voltasses. Tu eras um guerreiro, eu era uma comandante, chamavam-nos aos dois líderes, mas tu qualificavas-te apenas como guerreiro. Eras-o, mas esqueceste-te que eras e és muito mais que isto. Tu tens uma personalidade, um coração, uma bondade! Nunca te esqueças disto, porque é a mais verdadeira das verdades que a minha boca pronunciou.

Tu beijavas-me por meio da noite todas as noites com um abraço, por meio de um beijo carregado de luz que me fazia a ver, que me fazia lutar. Mesmo quando te deixei foi para o nosso melhor, sei que ficaste a olhar por entre os horizontes e oceanos. Mas tu sabias que eu estava sempre contigo, que iria estar sempre pelos teus braços a abraçar-te.

Mesmo que tivesse mil amores, tu permaneceste do início ao fim, salvaste-me tantas vezes que só queria te beijar, mas eu tinha mais amores e tu a tua guerra interior contigo próprio que não era capaz de fazer-te esquecer. Éramos os dois a combater a guerra, sozinhos, mas muitos... E eu amei-te... 

Resultado de imagem para bellamy e clarke tumblr

Beijinhos da Only one Girl

 

23
Ago17

Com um sorriso na cara diante o público e as lágrimas escuras diante as profundezas do teu ser.

Apenas um lugar era a minha casa, um lugar que ningúem admitia onde as profundezas ganhavam a luta e as lágrimas escuras escorriam sobre mim, apenas queria estar sozinho mesmo parecendo que ninguém correspondia aos meus pedidos. A fama poderia mudar tudo, mas nunca deixei que mudasse a minha essência e tanto sofri com isto, tantas vezes quis desistir de tudo. Mas sabia que naquele tunél que me cobria eu poderia-me abrigar de toda a luz incadescente e apenas fitar a luz que teria de percorrer para sempre feliz.

A cada dia que me sentava naquele lugar aproximava-me sempre mais um pouco da fonte de luz, poderia se tornar um pouco incadescente. Mas é tudo uma questão de ponto de vista, ás vezes para sermos felizes temos de cair, sofrer, temos de deixar que o medo, a ansiedade tudo flua por nós, para sair pelos nós dedos e poros. Temos de caminhar um pouco mais a cada dia e sorrir diante os palcos e chorar diante as profundezas do nosso ser.

Nada mais me definia, sem ser, um nome, uma personalidade que todos criaram consoante ao que escrevia ou dizia. Mas porr*a, eu sou mais que simplesmente uma música, uma canção, uma letra tenho uma personalidade e tenho de a suportar juntamente com o meu ser. 

Tudo já foi mais sombrio como quando o início daquela descoberta das profundezas e da minha luz começou, mas eu saberia que ainda tinha muito de lutar para alcançar o final do túnel e ser finalmente feliz, mas todos temos de lutar contra algo, nós próprios ou não, mas temos de lutar.

Com um sorriso na cara diante o público e as lágrimas escuras diante as profundezas do teu ser.

20688410_339569289837438_7736863665067917312_n(1).

Beijinhos da Only one Girl

16
Ago17

Mas estava condenado, a escuridão, a dor...

Vi-te, tudo em mim se conectou, mas parece... Parece que alguém mais entrou em mim, que fazia dor, que me fazia estar repleto de preto. Queria me aproximar de ti... Mas estava condenado, a escuridão, a dor, estava preso no meu corpo, porque outro algúem estava a aponderar-se dele... Eu queria te amar, queria estar contigo, não me julgues!

Sei que tudo mudou, que eu errei, eu devia... Eu deixei-te num sofrimento horrível, mas percebe-me tu sabes que a escrita é a única forma de eu sair da prisão, da condenação, perdoa-me. Eu não te posso fazer mal, não tem posso inundar com escuridão, medo, és a luz, e se nós dois nos complementarmos... Tu vais te tornar o mal.

O mundo vai ser mal, e eu consigo apenas suportar isto, consigo suportar tudo. O mundo apenas tem de estar livre da essência que me percorre as veias, a minha alma está perdida, por entre as imensidões, do meu ser, do corpo que chamava meu, desculpa... Eu não sei como me tornei o mal, já não sei, sempre me protegeste com os teus braços, com os teus lábios e beijos. Mas eu perdi-me no amor, na luz, e foi parar a um túnel escuro, que está me a tapar os olhos. Eu não consigo ver, não consigo buscar ajuda, não consigo ir a luz. Ajuda-me!

Eras a minha luz, será que o meu destino estava condenado a escuridão? Eu não quero, se sabias porque apaixonaste-te por mim? Eu podia matar-te! Com o poder maligno, eu só te quero escrever, para sempre, mas tu ainda... Tu ainda gostas de mim... Ou o bem arranjou-te outro bem? Outra força certa, que não bate, já não é o suficiciente, ás vezes o esforço não é tudo, ás vezes estamos simplesmente condenados. A uma vida maligna, que uma força se apondere de mim, do meu corpo, e a minha alma seja uma miniatura em relação a força que em mim habita...

Mas eu amo-te, juro-te amar até que alguém consiga-me guiar para luz e até depois disso. 

art, hand, and prison image

Beijinhos da Only one Girl

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D