Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

How Everything Changed?

How Everything Changed?

27
Set17

Que nos reencontraremos novamente #2

E amo-te e sempre amarei...

Quando voltaste, quando os teus olhos sorriam viotoriosos, eu não me consegui conter, disseste a verdade. Estamos juntos novamente, eu só me consegui lançar para os teus braços. Só queria lançar-me para os teus braços, para ti. Sentir-te para nunca mais perder-te, hoje tinha sido eu que esperava horozontes e oceanos por mim, ontem tinhas sido tu. Não seria coincidência a mais, o universo não queria nós juntos? Eu queria tanto, mas e tu?

Queria sussurrar-te ao ouvido tudo o que sentia, mas não o podia fazer, tinhámos de por mãos a o trabalho e vencer a nova guerra com a tua luz. Uma guerra contra a natureza a batalhar com a nossa, a nossa sobrevivencia. Nada nós garantia que íriamos sobreviver os dois ou mesmo que nós iriamos ficar juntos, mas o meu coração pertencia-te, por quantos amores que tive o teu sempre esteve lá. Mesmo quando beijei rapazes ou raparigas, sonhava contigo quando a noite se alistava a mim e o sono se apoderava. Funcionavamos pela guerra, conhecemo-nos nela e quem sabe iríamos perder a nossa vida a lutar...

Quando chamavas-me princesa, com um gozo subtil na voz, eu acreditava que era de coração, porque o teu sorriso sempre lá esteve e o coração nos teus olhos que transpareciam. Era tão bom amar-te, fitar contigo as estrelas, tocar-te. Na guerra tudo valia, mas parece que o que menos valia era o amor verdadeiro pronunciado, esconderia o meu amor por ti por cada sorriso, lágrima que secavas, momento...

Amarei-te sempre, pela guerra, pelas estrelas, pelo céu, por ti, és incrível!

Resultado de imagem para bellamy e clarke tumblr

Beijinhos da Only one Girl

19
Set17

Que nos reencontraremos novamente #1

Terror, escuridão, guerra sobrevoava por nós. Todo a nossa volta era um terror profundo que tínhamos de aguentar sem mais nada a dizer. Nenhuma palavra pronunciávamos sobre a guerra, mas todos sabíamos que mesmo que ela não existisse no ambiente existia dentro de nós, de mim, de ti... Tu não sabias era que eu via a luz para acabar com a guerra em ti, na tua capacidade de liderar, na tua bondade, na tua convicção. Tu eras um líder, do nosso povo, da terra do meu coração.

 Tu partiste, nada nós dizia que poderíamos voltar a ser ao que eras, que a frase, "que nos reencontraremos novamente", iria permanecer verdadeira, que irias beijar a minha face quando voltasses. Tu eras um guerreiro, eu era uma comandante, chamavam-nos aos dois líderes, mas tu qualificavas-te apenas como guerreiro. Eras-o, mas esqueceste-te que eras e és muito mais que isto. Tu tens uma personalidade, um coração, uma bondade! Nunca te esqueças disto, porque é a mais verdadeira das verdades que a minha boca pronunciou.

Tu beijavas-me por meio da noite todas as noites com um abraço, por meio de um beijo carregado de luz que me fazia a ver, que me fazia lutar. Mesmo quando te deixei foi para o nosso melhor, sei que ficaste a olhar por entre os horizontes e oceanos. Mas tu sabias que eu estava sempre contigo, que iria estar sempre pelos teus braços a abraçar-te.

Mesmo que tivesse mil amores, tu permaneceste do início ao fim, salvaste-me tantas vezes que só queria te beijar, mas eu tinha mais amores e tu a tua guerra interior contigo próprio que não era capaz de fazer-te esquecer. Éramos os dois a combater a guerra, sozinhos, mas muitos... E eu amei-te... 

Resultado de imagem para bellamy e clarke tumblr

Beijinhos da Only one Girl

 

28
Jul17

Review: Livros que ando a Ler #1

 *Não se esqueçam que há um Q&A no blog, quem quiser participar vá a este post, muito obrigado :)*

Olá :)

 O prometido é devido, por isso trago-vos a review, do livro “Before” como “Gravar as Marcas”, por isso vamos lá:

transferir (6).jpg

 CYRA é a irmã do tirano cruel que governa o povo de Shotet. O dom-corrente de Cyra confere-lhe dor e poder, que o irmão explora, usando-a para torturar os seus inimigos. Mas Cyra é muito mais do que uma arma nas mãos do irmão; é resistente, veloz e mais inteligente do que ele pensa.

AKOS é filho de um agricultor e do oráculo de Thuvhe, a nação-planeta mais gelada. Protegido por um dom-corrente invulgar, Akos possui um espírito generoso e a lealdade que dedica à família é infinita. Após a captura de Akos e do irmão, por soldados Shotet inimigos, Akos tenta desesperadamente libertar o irmão, com vida, custe o que custar.

Então, Akos é empurrado para o mundo de Cyra, onde a inimizade entre ambas as nações e famílias aparenta ser incontornável. Ajudar-se-ão mutuamente a sobreviver ou optarão por se destruir um ao outro?

 

Este é livro, da Veronica que escreveu a tão conhecida saga Divergente, eu amei sobre tudo a mensagem que muitas vezes há destino e mesmo que o conhecemos pudemos não saber completamente todas as partes dele, porque podemos só o interpretar de uma maneira que não vai acontecer.

Eu adorei-o, depois das primeiras 100 páginas devorei-o, completamente, as primeiras páginas é um pouco introdução ao livro mas é um pouco seca.

Adorei o romance da Cyra e do Akos, espero muito que o Eijeh se torne ele mesmo e não o Reekek como ele é.

Nesta galáxia dão muito valor aos dons, o que representam, no que pode suceder. Neste caso juntou duas pessoas, que se calhar se não fosse isto. Nunca iria acontecer, um romance maravilhosamente lindo.

Eu não vou explicar muito o livro, porque a sipnose já explica muito, mesmo :)

 

 

250x.jpg

 

A série After conquistou milhões de fãs ao contar a história inesquecível de Tessa e Hardin. Agora, chegou a hora de conhecer esse romance sob um novo ângulo!Antes de Tessa, Hardin era um jovem rude e sem esperanças. O que será que fez com que ele se tornasse esse badboy tão revoltado? E o que passava em sua cabeça naqueles primeiros momentos com Tessa, a menina irritantemente certinha de quem ele não conseguia ficar longe? Contado sob o ponto de vista de Hardin e de outros personagens da série, Before acompanha de perto esse complexo e cativante personagem, desde seus problemas de infância até sua turbulenta juventude. O livro traz também passagens inéditas do romance de Tessa e Hardin e revela, ao fim, o futuro desse casal intenso que conquistou os corações de leitores no mundo inteiro!

 

Este é um livro, muito parecido com o after, mas com a narração apenas do Hardin, o primeiro do After é apenas da Tessa. Eu não sei qual livro adorei mais, mesmo, não sei. Vemos que o Hardin não é assim tão aquela pessoa fechada e insensível. Ele não é assim, e desde do momento da aposta, sentia que tudo o que estava a fazer era errado, porque estava apaixonado por ele… Quando ele narrava isso, aliás a Anna Todd o meu coração batia mais rápido, tão bonito!

E também vemos que todos aqueles comportamentos estranhos dele não era mais que tentar lhe contar tudo, tudo o que sentia, declara-se. Também adorei completamente a parte, onde já são os dois mais velhos e com filhos, vou vós deixar com algumas citações deste tempo:

 Eles nunca ficaram sem um abraço, um beijo e pelo menos dois eu te amo durante um dia.

 Decidimos isso quando eles nasceram. Eu não seria como meu pai, como nenhum dos dois. Criaria filhos que sabem

que são amados, sem pensar que estão sozinhos no mundo. O mundo é grande demais para ficar sozinho, principalmente dois pequenos Scott.

Arrastei Tessa comigo pelo inferno, mas estamos aqui. Depois de tudo, criamos nossa própria versão do paraíso.

 

Já leram algum destes? Ficaram interessados? Qual foi o vosso favorito?

Beijinhos da Only one Girl

26
Jul17

Review: Filmes que ando a ver #1

 Olá, não sei porque mas está semana ando muito virada aqui para os filmes, por isso hoje trago-vos uma review de três filmes, prometo que vai ser pequenina, ou não, vou tentar :D Vamos lá:

 

first.jpg

 

César e seu grupo são forçados a entrar em uma guerra contra um exército de soldados liderados por um impiedoso coronel. Depois que vários macacos perdem suas vidas no conflito, César luta contra seus instintos e parte em busca de vingança. Dessa jornada, o futuro do planeta poderá estar em jogo.

Eu vi este filme no cinema e a primeira parte dele, parece que demorou um bocadinho a passar, é verdade, mas a segunda é muito boa mesmo, e acho que o final do filme, vou dar spoiler, o César mas sentido ele morrer, porque ele enfrentou tantas perdas, tanta coisa, e apesar de tudo deixou cá um filho. Para conseguir governar aquele planeta, o seu filho vai fazer um excelente papel acho eu. A rapariga, tem  o vírus na qual não consegue falar.

Lema do filme: Mesmo sem palavras, vemos que as ações são o que contam mais, pois aquela menina apaixonou todo o mundo, ela é diferente, querida, atenciosa e sobretudo muito corajosa.

Também tem o lema, que os humanos não podem interferir em relação a natureza, a natureza faz parte de quem está lá em cima, foi ela que nós criou, e não humanos. Por isso apenas temos de a respeitar, senão ela vai se manifestar, como manifestou neste filme.

Personagem principal? A menina e também uma macaca que apareceu a meio do filme, ela tinha tanta graça… :D

 

 

second.jpg

 Durante a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha avança rumo à França e cerca as tropas aliadas nas praias de Dunkirk. Sob cobertura aérea e terrestre das forças britânicas e francesas, as tropas são lentamente evacuadas da praia.

Também vi este filme no cinema, e com este já vi dois filmes de história e a segunda guerra mundial, apesar de tudo a minha favorita, gostei mais do outro, apenas porque tinha mais conteúdo, mas este também é excelente, acho que devem ver os dois. Este é aquele filme, que tem o Harry Styles, sim este. Não gostei muito do papel que desempenhou, porque era mau, mas adorei-o como fez o papel. Em relação ao filme mesmo, está… Ótimo meu deus, a realização, os cenarios, a realidade, não é muito assustador, apenas o som era alto demais em algumas partes. Repetirias sem dúvida este filme, é para repetir sem dúvida.

Lema do filme: Nunca, mas nunca podemos perder a esperança, se acreditarmos alguém irá nos salvar, neste caso resgata-los daquela pequena ilha, e temos que pensar bem nas escolhas que fazemos. Mesmo que muitas vezes custe muito deixar as pessoas, deixa-las ir, temos simplesmente só de fazer o melhor por elas (isto que falo é um pequeno romance). Porque sim entre a guerra e a escuridão, o amor pode ser a melhor luz.

 

 

terceiro.jpg

 Uma jovem decide velejar através do Oceano Pacífico, com a ajuda de um semi-deus, em uma viagem que pode mudar a vida de todos.

Nunca, mas nunca pensei que um filme da Disney poderia ser tão bom, não eleito o como o melhor, mas é muito bom. Mostra muito a mensagem que ás vezes só precisamos da pessoa certa para a nossa essência revelar-se outra vez, e que estarmos juntos pode nós salvar. Também vemos que quando um destino, uma pessoa, ou simplesmente algo nós escolhe a nós, temos de cumprir o nosso destino, algo vai sempre nós ajudar. Mas apenas temos de seguir a nossa força, a nossa essência, mesmo que desrespeitemos o nosso povo, ás vezes temos de ultrapassar oceanos, para descobrirmos quem somos, outras a nós próprio, o ar.

Lema do filme: Temos de simplesmente ser o que somos, nós, a nossa essência, porque assim seremos a melhor versão de nós :)

 

 

 Preferem que nome Moana ou Vaiana? Eu prefiro muito mais, ouvir Moana, sem dúvida, apesar de ser a versão em Português, eu vi legendado.

 Melhor filme? É muito difícil escolher entre o Moana ou o Dunkirk.

 Já viram algum destes?

Gostaram deste tipo de post, querem que continue a fazer, digam-me a vossa opinião?

Beijinhos da Only one Girl

24
Ago16

Ergue-te

O toque de um piano, que sinto da pulsação das minhas veias. Sinto, a sua vibração. O toque do eco e a pulsação de o meu coração coincide. Como algo exato. Gostava de ser um piano, na qual posso tocar sempre um nova melodia, uma nova nota e uma nova etapa de vida. Posso não o ser, não não sou um piano. Mas posso imaginar e agir como, se fosse um piano. Hoje canto uma melodia feliz, amanhã canto uma triste mas vou conseguir achar outra feliz. A vida pode se assemelhar a um piano, mas um piano único. Só que nós próprios idealizamos. Algo privativo... A vida tem sempre fases más e boas, mas saímos sempre das más. Sempre, só se não o quisermos. A sempre uma luz, uma nova tecla a tecla para mudarmos todo. Mas não não podemos ficar parados, a busca desta tecla. A tecla tem que ser buscada, mesmo que só quiséssemos estar deitados ou a chorar. Os corajosos e os guerreiros, são aqueles que se levantam, mesmo sabendo que vão cair. São os que mesmo com todas as feridas erguem-se. Nós é que o decidimos, o que fazer. Se queremos ser guerreiros, se queremos buscar uma nova peça deste piano. Não voltar a fazer o conhecido... Só tu é que o decides fazer ou não. Mas não deixes oportunidades para fazer, deixa a tua mensagem escrita. Deixa que te conheçam e que todo saibam que eras quem realmente eras. Tens todos os sentimentos dentro de ti, mas tu é decides usar ou não. Tu é que decides quem és... Não deixam que te definam, sê livre, sê quem quer ser. Os sonhos realizam-se, todos não mas também tens que fazer para que se realizam. Realiza-te a ti próprio, mostra quem és o mundo. Mostra o que vales, e o que podes fazer. Que não abonadas uma luta, um campo de guerra. Deixa o teu piano guiar a tua nova melodia. Vive-a, não canta-a só, se decidires dança com todo a emoção! Sem quem queres que seja. Solta-te do que não te deixa fazer o que gostas, mesmo que te doa, mesmo que te fere. Se achas que é o melhor faz-o. mantém o teu sorriso na cara, és mais forte do que pensas. És o, somos feitos de carne sim somos. Mas está carne aguenta tanta coisa, consegue suportar tanta dor, alegrias e tristezas. Essa carne que só tu tens dentro do teu corpo e tua, e é mais conhecida do que o ferro. O ferro pode ser mais resistente, mas então por que não somos feitos de ferro? Há uma razão para todo o que está construido neste mundo. Há a razão de termos sentimentos, de termos a nossa carne, o nosso coração e a nossa cabeça. Um dia vamos aprender como relacionar todos este nosso sentidos psicológicos. Tu és forte, e podes ser que quiseres! És quem decides ser, se decidieres não ir a luta se calhar não te vais sentir recompensado. Mas a luta acontece por alguma razão, luta-a com as tuas forças e sentidos. Não deixes que te " matam " lá. Não deixes que te façam fazer o que não queres, segue as tua opiniões a risca. Tu és único no mundo, e tu é que decides ainda se queres ser mais único. Todo isto é um quebra-cabeças na qual andas a jogar na vida inteira. A vida pode se relacionar sendo tanta coisa. Basta termos imaginação...

*foi o que já ando a sentir a muito tempo e a querer expressar

Beijinhos da Only one Girl

19
Ago16

Quem realmente sou?

uma rapariga fechada, muito reservada transmito os meus pensamentos por este meio.  Fechada como pôr 4 paredes, mas sim com uns fones e música e os seus pensamentos, que raro é o dia que saem das profundezas do poço de metros e metros que precisam da pressão que não carrego para eles se exporem. Poço este que está cheio do que sou, rosas, animais velozes, animais mansos, todo o que me caracterizar. Aprendi tanta coisas nestes últimos anos da minha vida. É como se tivesse aprendido a andar outra vez, mas sim a andar na estrada que é a minha cabeça, a estrada com que tenho que ter tanta precaução. Não sou ninguém de especial no mundo, como diz uma frase que acho que significa tanto: "Quando vier a primavera Se eu já estiver morto As flores florão Da mesma maneira Que na primavera passada A realidade não precisa de mim Sinto uma alegria enorme Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma". A natureza vai continuar a ser a mesma, mas está frase só faz sentido se nós não mudamos a vida a alguém as pessoas não são a natureza. É uma escolha nossa, eu quero mudar algo mesmo não sabendo o que, vou lutar para o descobrir. Vou me ir a baixo em tantos momentos, mas sei que me vou levantar e ter os olhos ainda mais bem fixos na estrada que tenho que percorrer. Vou aprender todo o que preciso, para quando morrer alguém dizer o que fiz de bom e mau. Há realidade da vida é está. Sei que possa parecer que possa parecer todo estranho agora, mas espero que daqui uns anos não o seja.

 Só muito insegura em relação a mim própria. Só uma pessoa que adora se isolar do mundo em si e das pessoas, tento fazer sempre o melhor. Mas sei que não o consigo fazer tendo medo de abrir a boca e de não me levantar e fazer o que penso. O meu problema é sobretudo por causa de não me sentir segura em relação a mim própria. Revolta-me tantas coisas que vejo e oiço e tenho um torbulhão de pensamentos acerca disto, tenho algo a dizer sobre isto mas não sei não dá a minha boca não tem um elo comigo. Parece que nasci com este defeito. Mesmo, com está batalha com este mar troacerio onde tenho de percorrer vou chegar ao final, vou fazer algo para não o ser mais. Para conseguir saber o que tenho de fazer, para saber que sou eu a faze-lo e não estou a restringir de nenhuma qualidade minha enquanto o faço.  Não consigo transmitir o que sinto nem mesmo desabafar com as outras pessoas. Odeio tanto a falsidade, a guerra, os densintedimentos. Sinto tanta coisa perante algumas situação, sinto que até podia ser forte no momento e não. Coragem não é algo que me define certamente, tenho uma coragem que se esconde de mim, nas profundezas do meu ser que é muito obscuro ou não. Uma coragem que raro é a situação na qual aparece, adoro-a sentir. Adoro perceber que naquele momento não sou eu a Cláudia insegura que está a falar, mas sim a Cláudia que a sua boca e a sua cabeça tem uma ligação profunda. Luto todos os dias para que está Cláudia apareça muitas mais vezes. Mesmo que não gostes de admitir sou está rapariga, tenho inseguras, tenho defeitos, não tenho um corpo nem perto de o perfeito. Mas estou contente com este ser que sou. Sou nova tenho que me divertir, tenho que fazer todo o que é normal numa adolescente. Com regras.  Não gosto de ser mau educada, nem de ser má aluna.  Não vou restringir de isto por alguém que me deixe influenciar. Por mais que seja ingénua, não sou assim tão manipulável. Mas sim sou ingénua. São os meus próprios princípios, princípios este na qual honro. Tenho medo das consequências, acho que pode ser por isso que tenho medo de dizer o que sinto. Tenho medo de fazer errado, mesmo sabendo que é normal e que todos o fazem. Medo de não ser o que alguém quer que seja. Tenho uma luta constante em perceber quem tenho de ser e quem realmente sinto que sou.

*deve ser um post um pouco estranho, mas estou a expremir o que ando a conter a tanto

Beijinhos da Only one Girl

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D